cerveja

Em pleno Terreiro do Paço às margens do Tejo celebra-se o património cervejeiro que o tempo não apaga. Haveria melhor lugar para desfrutar de todo o prazer de uma boa e refrescante cerveja portuguesa?

a história da cerveja

Os primeiros vestígios arqueológicos da cerveja datam do Neolítico, altura em que o homem começou a dominar as técnicas da agricultura, há mais de 7.000 anos na Mesopotâmia. É no Médio Oriente que se considera ter nascido a cerveja, com referências históricas que indicam que os sumérios ali produziam uma aprazível bebida resultante da fermentação de cereais. Há também vestígios que indicam que na China se produzia, na mesma altura, uma bebida igualmente fermentada a partir do arroz com propriedades curativas, usando a cerveja como medicamento. Por seu lado, os egípcios exibiam pinturas murais com referências à cerveja. Foi este povo que primeiro cultivou a cevada justamente com a finalidade de produzir cerveja, usando-a como troca comercial ou como pagamento de salários.

Foi durante a idade média que a utilização do lúpulo permitiu apurar o amargor, a frescura, o aroma e o sabor da cerveja e como tal, o cultivo do lúpulo foi intensificado. O sucesso desta bebida era tal que muitas vezes o consumo da cerveja era já superior ao da própria água.

Os mosteiros, também eles, tiveram um papel determinante na produção de cerveja. O estudo a que os monges lhe dedicavam na busca incessante por novos ingredientes que lhe permitissem melhorar e intensificar o sabor, deu espaço a uma produção mais elaborada que servia dois propósitos: demonstrava hospitalidade para com os peregrinos que ali passavam e a quem a ofereciam esta bebida, e permitia aos próprios monges um regalo nos períodos de jejum. O sucesso foi tal que a produção extravasou as paredes dos mosteiros, e a cerveja começou a ser produzida e comercializada simultaneamente por monges e por cervejeiros de ofício, a quem se impunha taxas sobre os lucros obtidos.

Mais tarde, o desenvolvimento científico e tecnológico dos séculos XVIII e XIX catapultou a produção e consumo da cerveja. Louis Pasteur descobriu a fórmula para a pasteurização, com ela controlando e eliminando microrganismos patogénicos e o desenvolvimento dos transportes levou a cerveja além-fronteiras.

A história serviu de inspiração para o desenvolvimento de centenas de cervejas por todo o mundo, muitas delas absorvidas por grandes grupos empresariais que hoje dominam o mercado cervejeiro. Ainda assim, movidos pelo interesse e pela paixão por esta bebida, todos os anos pequenos produtores continuam a fazer nascer centenas de cervejas artesanais para deleite dos demais. No Museu da Cerveja, o palco é justamente para as muitas cervejas artesanais portuguesas que aqui fazemos brilhar e sobretudo… lhe damos a provar.

a introdução da cerveja
em portugal

Provas arqueológicas documentam que os Lusitanos já consumiam uma bebida fermentada em períodos festivos, mas foi a época do nascimento do reino de Portugal que marcou verdadeiramente o início do cultivo de cereais que permitiam canalizar uma parte da colheita para a produção da cerveja. Essa produção era levada a cabo por nobres estrangeiros, já com fortes tradições cervejeiras, a quem os reis ofereciam terras, como agradecimento pela ajuda nas batalhas da defesa do reino.

No período áureo dos Descobrimentos Portugueses, Portugal tornou-se um ponto estratégico de trocas comerciais e eram frequentes os desembarques de cerveja nos portos das cidades, maioritariamente alemã, flamenga e inglesa, embora o vinho tivesse uma tradição marcadamente dominadora no país, fazendo com que a cerveja fosse sobretudo consumida por estrangeiros que aqui viviam ou estavam de passagem.

Foi já no final do século XVIII e ao longo do século XIX que a indústria da cerveja se consolidou em Portugal através da produção industrial desta bebida e mais recentemente, a partir de 2010, abriu-se espaço para a produção independente de cervejas artesanais, de autor, que começaram a ter verdadeira expressão. São hoje mais de 100, numa rota cervejeira para percorrer aqui, no Museu da Cerveja.

as cervejas portuguesas, hoje

No Museu da Cerveja, Portugal senta-se à mesa entre amigos, e a cerveja é o ponto de encontro para a partilha de momentos felizes e de histórias comuns. Aqui se fazem brindes à irmandade, ao amor, à saúde, à amizade e ao mundo. E a tudo o mais a que queira brindar, porque no Museu da Cerveja encontrará sempre um motivo para o fazer.

Por entre estilos Ales, Lagers, Stouts, Pilsners, cervejas claras ou escuras, mais ou menos aromáticas, percorra a verdadeira rota da cerveja portuguesa em reflexos alaranjados. A lista é grande. As ocasiões em que as podemos saborear também. Descubra-as aqui e venha prová-las no Museu da Cerveja.

CINCO CHAGAS


Origem:
Anadia

Estilo:
Imperial Black IPA

ALC. 7,5% a 9,0% vol

5 E MEIO


Origem:
Lisboa

Estilo:
Strong Ale

ALC. 8,0% vol

A.M.O.


Origem:
Lisboa

Estilo:
Porter

ALC. 6,2% vol

AÇOR


Origem:
Arganil

Estilo:
Munich Dunkel

ALC. 5,5% vol

ALDEANA ORIGINAL


Origem:
Lisboa

Estilo:
Bière de Garde

ALC. 8,0% vol

ALMA


Origem:
Braga

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,5% vol

ALVOREADA MORENA


Origem:
Beja

Estilo:
Dark Lager

ALC. 5,6% vol

BARONA


Origem:
Marvão

Estilo:
American Pale Ale

ALC. 5,2% vol

BEMDITA


Origem:
Caminha

Estilo:
Stout

ALC. 8,4% vol

BILA


Origem:
Vila Real

Estilo:
Stout

ALC. 5,5% vol

BILTRE


Origem:
Vila Nova de Gaia

Estilo:
American Pale Ale

ALC. 7,5% vol

BOLINA


Origem:
Lisboa

Estilo:
Blonde Ale

ALC. 4,8% vol

BORDALLO


Origem:
Lisboa - C. da Raínha

Estilo:
Imperial Coffee Porter

ALC. 8,5% vol

BURGESA


Origem:
Vila Nova de Gaia

Estilo:
Barleywine

ALC. 9,0% vol

BÚZIA


Origem:
Évora

Estilo:
Weissbier

ALC. 4,6% vol

CERVEJOLA


Origem:
Ponte da Barca

Estilo:
Imperial Brown Ale

ALC. 8,5% vol

CHICA


Origem:
Sintra

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 5,8% a 6,0% vol

COICE


Origem:
Esposende

Estilo:
Belgian Ale

ALC. 7,0% vol

CORAL


Origem:
Madeira

Estilo:
Pilsner

ALC. 5,0% vol

CORUJA


Origem:
Matosinhos

Estilo:
American Amber Lager

ALC. 5,3% vol

CORUJA


Origem:
Matosinhos

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,0% vol

DIVA


Origem:
Montemor-o-Velho

Estilo:
Belgian IPA

ALC. 6,7% vol

DOIS CORVOS


Origem:
Lisboa

Estilo:
Avenida - Blonde Ale

ALC. 4,8% vol

DOIS CORVOS


Origem:
Lisboa

Estilo:
Creature - American IPA

ALC. 6,8% vol

DOS SANTOS


Origem:
Lagos

Estilo:
Lager

ALC. 4,5% vol

DUMATO


Origem:
Reguengos Monsaraz

Estilo:
Irish Dry Stout

ALC. 5,0% vol

EPICURA


Origem:
Coimbra

Estilo:
American Pale Ale

ALC. 6,2% vol

ERMIDA


Origem:
Abrantes

Estilo:
Strong Dark Belgian Ale

ALC. 8,0% vol

ESTROINA


Origem:
Mértola

Estilo:
Stout

ALC. 5,0% vol

FARO BEER


Origem:
Faro

Estilo:
Amber IPA

ALC. 6,1% vol

FORJA


Origem:
Fundão

Estilo:
Bohemia Pilsner

ALC. 6,5% vol

GAIUS


Origem:
Amarante

Estilo:
Belgian Ale

ALC. 8,4% vol

GALLAS


Origem:
Lisboa

Estilo:
Simcoe IPA

ALC. 6,0% vol

GLORIANA


Origem:
Salvaterra de Magos

Estilo:
American Pale Ale

ALC. 5,9% vol

+351 CERVEJA


Origem:
Lisboa

Estilo:
Pale Ale

ALC. 5,0% vol

+351 CERVEJA


Origem:
Lisboa

Estilo:
Weiss

ALC. 5,0% vol

+351 CERVEJA


Origem:
Lisboa

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,5% vol

HOPSIN


Origem:
Colares

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,5 vol

JUDIA


Origem:
Valpaços

Estilo:
Ale

ALC. 7,0% vol

KENGA


Origem:
Vila Nova de Gaia

Estilo:
Stong Ale

ALC. 8,5% vol

KORISCA


Origem:
São Miguel

Estilo:
Porter

ALC. 6,3% vol

LA ROSA


Origem:
Pinhão

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,5% vol

LAVRADEIRA


Origem:
Estarreja

Estilo:
Dubbel Belga

ALC. 8,0% vol

LETRA D


Origem:
Vila Verde

Estilo:
Red Ale

ALC. 6,0% vol

LIBATA


Origem:
Vila Viçosa

Estilo:
American Strong Ale

ALC. 7,5% a 8,9% vol

LINCE


Origem:
Lisboa

Estilo:
Belgian Pale Ale

ALC. 6,0% vol

LUPUM


Origem:
Vila Nova de Gaia

Estilo:
Imperial Stout

ALC. 9,4% vol

MADAM LINDINHA LUCAS


Origem:
Porto

Estilo:
Imperial Stout

ALC. 12,0% vol

MADIS'BRAU


Origem:
Esposende

Estilo:
Marzienbier

ALC. 5,0% vol

MALDITA


Origem:
Aveiro

Estilo:
Belgian Pale Ale

ALC. 9,0% vol

MANIA


Origem:
Lagos

Estilo:
Algarvienna Lager

ALC. 6,0% vol

MECANICA


Origem:
Lisboa

Estilo:
American Pale Ale

ALC. 5,1% vol

MESMO BOA


Origem:
Póvoa do Varzim

Estilo:
Portuguese Grape Ale

ALC. 5,7% vol

MIMI


Origem:
Cuba

Estilo:
Grape Ale

ALC. 7,3% vol

MOÇA LOIRA


Origem:
Faro

Estilo:
Fruted Wheat

ALC. 5,1% vol

NAIA


Origem:
Oliveira de Azeméis

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,2% vol

NORTADA


Origem:
Porto

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,0% vol

OESTE ALGAS


Origem:
Sintra

Estilo:
Pale Ale

ALC. 5,0% vol

OITAVA COLINA - FLORINDA


Origem:
Lisboa

Estilo:
Lager

ALC. 5,2% vol

OITAVA COLINA - URRACA


Origem:
Lisboa

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,0% vol

ONYX


Origem:
Lisboa

Estilo:
Dark Lager

ALC. 4,0% vol

OPO74


Origem:
Porto

Estilo:
American Amber Ale

ALC. 5,5% vol

PATO


Origem:
Sintra

Estilo:
New England IPA

ALC. 6,6% vol

POST SCRIPTUM


Origem:
Trofa

Estilo:
Imperial Stout

ALC. 11,6% vol

PRAXIS


Origem:
Coimbra

Estilo:
Weiss

ALC. 5,6% vol

QUINAS


Origem:
Valongo

Estilo:
Premium Lager

ALC. 5,0% vol

RAFEIRA


Origem:
Sintra

Estilo:
Blond Ale

ALC. 5,0% vol

RIMA


Origem:
Santarém

Estilo:
Yellow Stork

ALC. 4,7% vol

ROLLS BEER


Origem:
Pombal

Estilo:
Pilsner

ALC. 5,5% vol

RUDES


Origem:
Amarante

Estilo:
Belgian Pale Ale

ALC. 5,0% vol

SACARRABOS


Origem:
Sines

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,2% vol

SADINA CONVÉS


Origem:
Setúbal

Estilo:
Belgian Tripel

ALC. 9,1% vol

SAUDADE


Origem:
Loures

Estilo:
Weiss

ALC. 4,5% vol

SOVINA


Origem:
Porto

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 6,0% vol

SOVINA


Origem:
Porto

Estilo:
Trigo Weissbier

ALC. 4,9% vol

TÁBOA


Origem:
Tábua

Estilo:
Blond Ale

ALC. 5,2% vol

THE BROWERS COMPANY


Origem:
Lisboa

Estilo:
Brown Ale

ALC. 6,0% vol

TOPÁZIO


Origem:
Lisboa

Estilo:
Pilsner

ALC. 5,0% vol

TRINDADE AUREA


Origem:
Lisboa

Estilo:
Vienna Lager

ALC. 5,2% vol

TRINDADE FENIX


Origem:
Lisboa

Estilo:
American Wheat

ALC. 5,2% vol

VADIA TRIGO


Origem:
Oliveira de Azeméis

Estilo:
Wheat Beer

ALC. 5,2% vol

VADIA GINJA


Origem:
Oliveira de Azeméis

Estilo:
Oak Aged Sour

ALC. 6,9% vol

XARLIE


Origem:
Leiria

Estilo:
Strong Lager

ALC. 6,0% vol

XÔ CARAGO


Origem:
Leiria

Estilo:
Pilsner

ALC. 5,0% vol

VELHACA


Origem:
Portalegre

Estilo:
Lager

ALC. 5,0% vol

MARAFADA


Origem:
Silves

Estilo:
India Pale Ale

ALC. 7,1% vol